_logo01

Descolonizar afetos
| por Jordôa Moreira Leite

Psicóloga Jordôa Moreira

CRP: 22/02822

 

 

Descolonizar é dar um novo significado àquilo que eu sinto, como eu vejo o outro e como eu aceito o afeto desse outro. É enfrentar os desafios impostos pelo modo de pensar dominante, centrado num viés branco e europeu.

 

Refletindo sobre como o afeto chega pra mim e interfere nas minhas relações, sejam elas amorosas, de amizade ou familiares, percebo que a ideia que me foi passada algumas vezes era de que pessoas negras não merecem o amor, que a minha insegurança é porque desde sempre me foi negado, que fui preterida, e veja bem, não culpo meu próximo, eu também já neguei muito amor a ele. O racismo deixa suas marcas: físicas e também emocionais.

 

Descolonizar se trata de poder viver o amor de acordo com o que faz sentido pra mim, que me contempla e que me deixa livre, e faz com que eu me sinta bem, sem violência.  Vale ressaltar que não falo que um relacionamento é um conto de fadas, seja qual for,  situações complicadas também existirão, mas que elas não sejam maiores que o afeto em si.

 

Descolonizar não é apenas ter um relacionamento afrocentrado (pessoas da mesma cor), isso também é muito válido e é um dos vieses…  Descolonizar é não hipersexualizar alguém, descolonizar é não julgar quando ver pessoas do mesmo sexo se abraçando, é poder trocar afetos com quem eu quiser, é poder sentir da forma que faz sentido pra mim, sem me sentir obrigada a seguir algo porque foi colocado de forma impositiva pela nossa sociedade.

 

Descolonizar é uma prática diária, difícil, como qualquer outra coisa que já estamos “acostumados”.  

Fomos ensinados a reprimir o que sentimos, mas a luta hoje é para que ponhamos pra fora nosso amor e que também nos deixemos ser amados, porque amor é pra todos, e nós merecemos. Há muito tempo nos foi negado o amor, o afeto, hoje não deixarei mais que isso aconteça.

 

“O amor cura. Nossa recuperação está no ato e na arte de amar.” Bell Hooks.

Psicóloga Jordôa Moreira

CRP: 22/02822

 

Graduada pela Faculdade Pitágoras – São Luís -MA. Especialista em Avaliação Psicológica tem capacitação em Terapia de Casal pela Rede Ser Terapeuta de Casal. Pós Graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental e Mestranda em Políticas Públicas – UFPI.

_logo02b

Administrado por Tatiana Perez (CRP 07/26032)
 51 99279-2559 | tatiperez@serterapeutadecasal.com.br